Olheiras: entenda os tipos e o que pode agravar o escurecimento

Partilhe:
Olheiras: entenda os tipos e o que pode agravar o escurecimento

Seja castanho, avermelhado ou azulado: pode até culpar o cansaço, a falta de sono, o stress e a TPM pelas suas olheiras, mas a verdade é que estes são apenas fatores que agravam uma condição que já tem.

As olheiras podem formar-se em qualquer fase da vida, em homens e mulheres e até mesmo crianças, e em qualquer tom de pele. São mais frequentes, no entanto, em peles escuras e pretas, devido à acumulação de melanina na região dos olhos.

Na maioria dos casos, a genética é a maior causa por trás das suas olheiras. Se tiver esta predisposição, vários fatores podem agravar a condição. Portanto, é necessário investigar e avaliar corretamente qual é o tipo dos seus olheiras e, em seguida, sim, fazer um tratamento mais eficaz com um dermatologista confiável.

Neste artigo, vamos explicar um pouco sobre os tipos de olheiras e o que pode agravá-los.

Tipos de olheiras

Os tipos de olheiras são diferenciados pela coloração, intensidade da pigmentação, estrutura das pálpebras e os mecanismos que os causam. São classificados como se seguem em olheiras vasculares, pigmentadas, profundas e mistos (quando se tem mais de uma das classificações).

Olheiras vasculares: podem ser azulado, avermelhado e geralmente aparecem devido à má circulação sanguínea, depois de noites mal dormidas e em pessoas que têm uma pele de pálpebra muito fina e clara. Como nesta região circula sangue escuro e pigmentado, é muito fácil visualizar os vassalos na região.

Olheiras pigmentadas: algumas pessoas podem tê-los por excesso de melanina (pigmento que dá cor à pele)em torno dos olhos, o que escurece a região. Geralmente, este tipo é caracterizado por manchas castanhas e são mais comuns em pessoas com pele preta.

Olheiras profundas: surgem devido à falta de volume na região dos olhos. O chamado “olho profundo” é recorrente em pessoas com globos oculares naturalmente mais profundos (genéticos) ou que perderam o acolchoamento natural desta área por envelhecimento e perda de peso excessiva.

O que agrava as olheiras?

Já entendemos que as olheiras têm um passado genético e têm tipos diferentes, mas o que pode agravá-los?

Cansaço, insónia, choro: as olheiras vasculares escuras acima mencionadas são as conhecidas “olheiras de cansaço”. Porque é que o cansaço piora as nossas olheiras? É que quando o nosso corpo se cansa, liberta químicos que dilatam os vasos sanguíneos e alteram o fluxo sanguíneo — e esta vasodilatação torna-se mais visível lá, na região ao redor dos olhos. As olheiras de choro e insônia também acontecem pela mesma razão!

Exposição solar: a exposição da nossa pele ao Sol também dilata os nossos vasos sanguíneos, agravando as olheiras. Além disso, as olheiras pigmentadas (por acumulação de melanina na região) também são mais visíveis quando expostos ao Sol sem proteção solar, uma vez que o excesso de sol na pele diminui a sua espessura nessa área e aumenta a concentração de melanina lá.

Fatores externos: tabagismo, tensão pré-menstrual, stress, excesso de álcool: tudo isto também acaba por mexer na circulação sanguínea e favorece o aparecimento das olheiras.

Outra dica simples e eficaz: evite coçar os olhos! Aqueles que têm uma predisposição genética para acumular melanina podem acabar por piorar a situação se esfregarem a região, porque o atrito favorece esta acumulação.

E o envelhecimento? Sim, está a agravar-se. Com a diminuição natural da produção de colagénio no corpo, a nossa pele tende a tornar-se mais flácida, pode formar aquelas olheiras mais inchados.

Como tratar as olheiras?

Vários ingredientes cosméticos ajudam a suavizar as olheiras, especificamente os causados pelo cansaço, ativando a circulação, o tom de pele noturna, combatendo a ação de radicais livres ou até estimulando a produção de colagénio.

Fórmulas com cafeína (que ativa a microcirculação), niacinamida (que ajuda a normalizar o tom da pele), vitamina C (que atua na remoção da melanina na região e também ajuda na síntese da produção de colagénio) e ácido hialurónico, que traz hidratação são ótimas aliadas para a região dos olhos.

Na Pharma Scalabis pode encontrar vários produtos para ajudar nesse processo. Não se esqueça de conferir as nossas ofertas e siga o nosso blog e as nossas redes sociais para ficar a cargo das novidades! Se gostou deste conteúdo, também partilhe com quem possa estar interessado!.

Partilhe:

Blog

Manchas na pele de melasma tem cura?

Manchas na pele de melasma tem cura?

Manchas Pele 27 de Outubro de 2021

Os problemas de pele geralmente afetam (e muito!) a qualidade de vida das pessoas. E o melasma não foge da regra. Agora, imagine viver com manchas escuras — mais especificamente acastanhada — no rosto, em regiões como testa, bochecha, queixo e nariz. Embora menos comuns, as manchas também podem aparecer em outras áreas expostas ao […]

Ler Mais